Blog, Produtividade

Habilidades ou valores?

habilidades-ou-valores

Vai contratar alguém? Então a minha dica é a seguinte: prefira valores à habilidades!

Outro dia li uma frase que sempre chama a minha atenção: “Contrate caráter, treine habilidades”. Ela é atribuída ao empreendedor e CEO que tornou a marca Porsche conhecida em todo mundo, Peter Schutz.

Pra mim faz tanto sentido que fui procurar mais conteúdos sobre isso para escrever esse texto. Eu sempre acreditei que valores e propósito são mais importantes que habilidades e diplomas na hora de contratar alguém para fazer parte da sua equipe ou para ter qualquer parceria de trabalho. Seja essa pessoa um fornecedor ou prestador de serviço. Claro que eles são necessários e indispensáveis, mas habilidades, qualificações e diplomas podem ser adquiridos. Enquanto caráter, valores e propósito não. Ou você tem ou você não tem. Simples assim. Ponto.

O grande desafio dos líderes e gestores, sejam eles funcionários de uma empresa ou empreendedores, é encontrar pessoas que tenham os mesmos valores e posturas da marca ou negócio que eles representam. E para isso é muito importante já ter definido quais são esses valores. Valores estes que vão muito além de palavras escritas no papel ou na apresentação do site com a missão da empresa. Porque os valores são a alma de qualquer negócio e eles precisam estar muito claros para toda equipe.

Case priorizando valores – processo de seleção da Heineken

Há cinco anos a Heineken fez um seleção inovadora (e nada convencional) de trainee para seu departamento de patrocínios e eventos. Tudo foi registrado e depois divulgado em um vídeo que viralizou na internet. Ele mostra claramente quão desafiador e trabalhoso é reconhecer valores e caráter em uma entrevista de emprego com mais de 1.700 candidatos.

É muito mais fácil apenas analisar os currículos e testar as habilidades dos participantes no processo seletivo, certo? Mas a eficiência disso poderia ser falha e certamente não teria o mesmo impacto positivo que teve.

Assista e tire as suas própria conclusões! Só digo uma coisa: cuidado, você pode se emocionar…

(crédito para o canal do Youtube – Rudi Birgman)

Muito mais que talentos e habilidades, buscar um profissional alinhado com os valores da sua marca ou da sua empresa é uma questão de coerência e bem estar.

É preciso conhecer a sua história de vida, saber como ele se comporta diante de uma adversidade. Tentar cerificar se ele respeita seus colegas independente de cor, gênero, credo e opiniões políticas. Qual é a sua personalidade e sua visão de mundo. Verificar se ele realmente veste a camisa e tem paixão pelo que faz e qual é a sua conduta ética e o seu caráter. Se ele traz resultado, mas sempre causa desconforto na equipe, provavelmente a empresa perde mais do que ganha.

Posso dizer por experiência própria que nada é mais gratificante do que trabalhar com pessoas com o mesmo propósito. Isso não significa que elas pensam do mesmo jeito ou que agem de forma igual. Muito pelo contrário, cada um tem as suas características pessoais e juntas formam um conjunto coerente, estratégico, plural, comprometido e versátil com os mesmos valores e os mesmos objetivos. Todo mundo sai ganhando!

0 Comments
Share

Gláucia Coutinho

Articuladora de empreendedorismo feminino, coach e empresária. Especializou-se em ensinar empresárias a obterem a mais alta performance de seus próprios negócios.

Reply your comment

Your email address will not be published. Required fields are marked*

Pin It on Pinterest